TAGARELA: Rede de Comunicação Alternativa

Tagarela
prof. Dalton Solano dos Reis (Coordenador)
Link: gcg.inf.furb.br/tagarelawww.inf.furb.br/gcg/tagarela

Venha fazer parte deste processo de inclusão e humanização … pois … eu quero falar … então eu posso falar …

Notícias

Objetivo desenvolver uma plataforma que permita além de disponibilizar uma forma de Comunicação Alternativa aos alunos/pacientes, principalmente em crianças com necessidades especiais e limitações fonoarticulatórias, também facilitar a troca de experiência entre as pessoas envolvidas com o aluno/paciente, no caso, os especialistas clínicos, os tutores e o próprio aluno/paciente, além de permitir armazenar o histórico de utilização.

Colaboradores
prof. Dalton Solano dos Reis
prof. Mauricio Capobianco Lopes
prof. Rodrigo Marcellino França
 Bolsista

Apoio

– APAE de Blumenau (prof. Leonir Alba / Ivone de Castro)
– Curso de Comunicação Social: Publicidade e Propaganda (profa. Fabrícia D. Zucco)
– Curso de Pedagogia: Educação Inclusiva (prof. Dr. Rodrigo França, fonoaudiologo)
– Escola Machado de Assis (Direção / Coordenação pedagógica / Sala de apoio)
– Fundação Fritz Müller – FFM (Diretor-presidente: prof. Everaldo A. Grahl)
– Grupo de Humanização da FURB (Coordenador: prof. Carlos R. de O. Nunes)
– Laboratório de Áudio – FURB (prof. Everton Darolt)
– Laboratório de Desen. e Transferência de Tecnologia – LDTT (prof. Mauro Mattos)
– Licenciatura em Computação (prof. Alexander R. Valdameri)
– PROEN – FURB (profa. Maria J. Domingues)
– Projeto LIFE/PRODOCÊNCIA – FURB (prof. Maurício C. Lopes)
– Reitoria – FURB (prof. Reitor João N. P. Machado)
– SEMED – Educação Inclusiva (Coordenação: Rozimeire Macedo)

Descrição O grupo de pessoas aqui denominados como “especialistas clínicos” compreendem médicos, fonoaudiologos e fisioterapeutas. Os “tutores” são os profissionais, geralmente da área da pedagogia e/ou psicologia, que auxiliam o aluno/paciente no dia-a-dia. Já o aluno/paciente é a pessoa com deficiência que para tentar fazer suas atividades diárias depende de auxílio. Uma das formas de auxílio pode ser utilizando Programas de Comunicação Alternativa formado planos, pranchas de atividades e símbolos (imagens e audio). Estes programas surgem como uma alternativa a forma tradicional feita manualmente (ver vídeo). Um dos primeiros produtos deste projeto é o Tagarela, o qual consiste de um aplicativo para comunicação alternativa para a plataforma iOS. O aplicativo tem como principal objetivo criar um ambiente aonde o fonoaudiólogo, o seu aluno/paciente e o tutor deste aluno/paciente possam interagir de forma que haja uma evolução na capacidade de comunicação do aluno/paciente. Tudo isto através de planos de atividades elaborados pelo fonoaudiólogo em conjunto com o tutor do aluno/paciente. Estes planos tem como objetivo estimular a capacidade de comunicação do aluno/paciente através da utilização dos recursos multimídias presentes na plataforma iOS. Durante a evolução deste aplicativo, recursos exclusivos da plataforma iOS, como o iCloud e o Core Data são apresentados através de conceitos e utilização dos mesmos.
Vídeo da entrevista e primeiros testes: http://youtu.be/5pvEOWOhV4I

Motivação

– “A oportunidade de fazer escolhas, tomar decisões e expressar preferências são aspectos bastante negligenciados em programas educacionais para as pessoas com limitações intelectuais” (SHEVIN & KLEIN, 1984; GUES et al, 1985; FALVEY,1989).
– Radabaugh (1993) afirma que “Para as pessoas sem deficiência a tecnologia assistiva torna as coisas fáceis. Para as pessoas com deficiência, a tecnologia assistiva torna as coisas possíveis.”

Linha de pesquisa: Saúde (ampliar)
Linhas de Pesquisa

Vídeos YouTube

Tagarela Tagarela